CUIDADOS EM DIAS CHUVOSOS

TRILHAS DO CARAÇA PODEM SER FECHADAS DURANTE DIAS DE FORTES CHUVAS


No período chuvoso, o acesso para alguns atrativos naturais, deve ser interrompido, conforme tabela abaixo.




Atrativo e motivo de o acesso ser interrompido no período de chuva:


Banho do Imperador: Com o aumento do nível de água no Ribeirão Caraça e pela força da correnteza da água, fica interrompida a prática do banho / nadar. É possível chegar ao atrativo.

Cachoeira da Bocaina: Com o aumento do nível de água no Ribeirão Caraça, e pela força da correnteza da água, fica interrompido o acesso para chegar até a Cachoeira da Bocaina. No caminho passa-se pela ponte de pedra e por mais 2 córregos. Acesso inviável. Existe também o grande número de incidência de raios, nesse período chuvoso. Situação alarmante para regiões montanhosas e campo aberto.

Gruta da Bocaina, Ponte de Pedra, Cachoeira do Campo de Fora: Depois de 6 km de caminhada, no trajeto existem vários córregos. Com o aumento do nível de água, é prudente não atravessá-los, pois o risco de escorregar é muito grande. Existe também o grande número de incidência de raios, nesse período chuvoso. Situação alarmante para regiões montanhosas e campo aberto.

Cascatona: Em período chuvoso, a trilha apresenta 3 dificuldades no acesso:

1º em todo o seu trajeto, presença de muitas pedras, que a faz ser escorregadio, com grande risco de a pessoa cair e se machucar. (Pelo histórico, pessoas torceram ou sofreram fraturas nos membros. A condição da trilha em dias de sol, já é difícil de percorrer no momento de resgate de uma pessoa).

2º faltando 1 km aproximadamente para chegar na cachoeira, existe uma encruzilhada. Nesse local, existe a passagem de água em período de chuva. Essa água vai em direção ao funil, que dificulta a vazão dessa água, o que faz empoçar água em grande quantidade nesse ponto da trilha.

3º o acesso (muito íngreme) para se chegar ao poço da cachoeira, é inviável devido à intensa e forte dispersão de água que vem da queda da cachoeira.

Oratório da Cascatona e Cascudo 2: Com o aumento do nível da água no córrego que forma o Cascudo, fica inviável atravessar do Cascudo 1 para o Cascudo 2. Grande risco de a pessoa escorregar e machucar.

Prainha: Com o aumento do nível de água no Ribeirão Caraça, e pela força da correnteza da água, fica interrompido a prática do banho / nadar. É possível chegar ao atrativo.

Tabuões (lado esquerdo e lado direito):Tabuões, o Ribeirão Caraça, que recebe grande carga d’água proveniente das chuvas, torna inviável a prática do banho/nadar pelo aumento do nível da água e pela força da correnteza. Em grande período chuvoso, fica inviável chegar aos Tabuões, por causa do aumento do nível de água que chega a transbordar por um trecho da estrada pavimentada. A água transborda por causa da presença de um funil, de dificulta a vazão da água. Quando essa água transborda pelo asfalto, o nível da água chega até 2 metros de altura, a partir do asfalto. Quando essa água fica empoçada, não há presença de correnteza, e o acesso à RPPNSC fica interrompido por tempo indeterminado para quem deseja chegar ou sair da Reserva.

Todos os Picos: Com o aumento do nível de água dos córregos e ribeirão Caraça, com o ressurgimento de nascentes e corredeiras de água, e pelo grande número de pontos escorregadios pelo trajeto, fica totalmente inviável percorrer e chegar a esses atrativos. Existe também o grande número de incidência de raios, nesse período chuvoso. Situação alarmante para regiões montanhosas.


96 visualizações

Posts recentes

Ver tudo